quarta-feira, 3 de agosto de 2011

DESTINADO ESPECIALMENTE AOS MEUS LEITORES “Rascunho de mim”♪

[leia ouvindo música]  Link para musica em comentários/para ouvir ou baixar
um pouco sobre quem vos escreve



Versátil, inconstante e dependente...Dependente talvez...

Talvez eu seja como o fogo a procura do ar pra respirar..
.
Talvez eu maltrate o ar que tanto quero passando todo o meu calor...

Crepitando e ardendo...

Como o fogo talvez eu destrua, talvez como o fogo eu seja luz...

Uma incerteza dependente de suas trevas e do seu frio...

Queria muito estar nos campos, mas as flores não gostam de mim, não nasci para estar nos campos...

A solidão do fogo e a necessidade do ar como mero mortal que sou...

Queria ser como a terra que é fértil e passa a solidez onde me encontro, mas só sou o fogo, onde não sei ser meio termo...

Não me aprisione se não me apago, me deixe livre pra arder e dançar ao sopro do vento onde meu crepitar será canto...

Não faça de seus olhos julgamentos e nem com sua boca profira minha sentença...

Nasci para ser fogo, amando o frio do metal que posso consumir...

Não nasci pra ser profundo como a agua, não nasci pra ser fértil como a terra, não nasci pra ser solto como ar, não nasci pra ser vivo e sim hipnótico como o fogo...

Mas posso se qualquer um deles, dependente de um talvez... Inconstância é o meu nome por que amo está submerso na agua e ter a escarces do ar, ir e vir independente da distancia de alto e baixo...

Mas talvez seja fogo pra esquentar, vento pra sopra suas flores, terra pra segurança onde lhe faltar chão e agua pra matar sua sede...

#2

Não tão vivo quanto deveria ser, não tão morto o quanto deveria estar.

Sou o predicativo do sujeito em uma narração de alguém.

Portador da falta de postura para ser exemplo pra alguém, nem bom e nem mau exemplo, amante da liberdade prisional.

Miopia bipolar...

O meu melhor amigo é surdo, cego de um olho e anda em círculos... (meu cachorro)

Maquiavélico, quem sabe um pouco manipulador, afinal de contas as coisas têm que me aprazerar, um alvo fixo ou às vezes nem tão fixo... (convenço fácil, segundo meus amigos e inimigos).hehe

Ter o poder e não poder ter por que não existe o que se quer, talvez dependente da sorte, talvez eu tenha muita sorte e só reclame dela, mas faço a minha própria...

Não cobre o que eu não tenho por que séria julgo, só me cobre o que tem de mim, se não tiver nada  acabou de ter alguma coisa...

Simples, metódico,pratico, analítico e racional, talvez a constelação me faça assim...Futurista...

Talvez um virginiano fraco, cheio de reclamações e criticas, olhando detalhes e formando um todo, ignorando a forma dos outros olharem detalhes como coisas pequenas, mas notando detalhes como conjunto de um todo, vejo o que ninguém consegue ver, paranoico e melancólico, talvez até por gosto.

Tenho afeto por pessoas problemáticas, talvez eu veja pessoas em pipetas, tubos de ensaio ou algo do tipo. (Humanitário)
Gosto de pessoas e me sinto fraco e dependente, não gostar faz parte de uma distancia, odiar e ignorar faz parte de um sentimento que foi pedido, tenho queixas e não saudades, tenho reclamações e não afetos, tenho criticas e não zelo, mas só pra quem pede o que quer, se quiser eu tenho tudo, se quiser eu não partilho nada.
Não me julgue pelo que faço uso, se pessoas querem ser coisas, as coisas são pessoas, nem mais e nem menos importantes, uma sim outras não, sei separar, mas as pessoas não se dão conta disso e apenas não interfiro no curso natural das coisas, melhor ficar sem saber. No fim das contas é tudo uma questão de valores empregados, valores esses que atribuo a vocês que leem meu blog e que compartilham comigo de uma história surrealista, psicodélica de uma leitura estranha sim, já que a base é caos. Pensei sim em deixar de escrever, mas em consideração a vocês meus motivadores da escrita ”bloguística” eu continuo, obrigado por seguirem, obrigado pelo grande numero de acessos... Não pensei que seria tão comentado, seguido e lido...
Agradeço a galera do twitter, em especial agradeço a D.de Meireles, e L. Lopes
Um abraço próximo e distante em: S.Bertolini, T.Rangel (The litlle wax doll),  A.Santana,M.de M(alemão), S.Alves e T.Raquel .
Obrigado a TODOS, de verdade....Passo um pouco de mim pra vocês,espero que captem  a mensagem e possam interpretar livremente...

Meus sinceros agradecimentos de um coração extasiado e inflamado pela leitura de vocês...
Paz, amor, empatia, graça e felicidade...

(Michel Foucault que se foda com seu conceito)



Um comentário:

  1. http://www.4shared.com/audio/v6QjyrVs/Nirvana_-_Lithium.htm

    ResponderExcluir