quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Assim como as ondas o coração teima em bater “Palavras pela metade que eu ouvi num gemido ” ♪[OFF]

[leia ouvindo música]  Link para musica em comentários/para ouvir ou baixar 
 
Numa planície
Escorre agua dentre as pedras... Incenso de mirra e velame toma o ar e fazem sufocar...
Queda entre pedras, afogamento na suave agua e sufocar em meio à paz...
Os óleos aromáticos se mesclam a agua em mesma coloração tendo a liberdade de identidade...
As mãos juntas guardando o cheiro como de cedro... Passa-se o dia e com ele se vai à luz do sol, se passa a noite e com ela se vai à luz da lua...
E tudo o que resta é um lugar pra você... Onde se espera algo pra quando chegar ser forte... Resistir ao impacto, mas temendo e assim querendo se esquivar... Decidir aceitar é um impulso no qual desespero não se faz pensar ou paranoia se faz ação... Nem sempre o inverno sopra como deveria soprar! Quando chegar quem espera, suportar é só uma vaidade e a lagrima um deja vú, uma lembrança de coisas tão comuns... Talvez numa escala do maior para o menor...
Aprazerá-me muito o gosto e o colorido das jujubas... Nas quais se complicam com cores, tão bobo isso pra um Sonho... Dependem de mim as ondas... Quando vão arrebentar e em que intensidade no que salga o seu vislumbre...

   A única coisa que resta é...
?oiràtibereh lam... Refletir em espelhos ajuda...


#
Um Sonho que invade, ao mais intimo da carne....Lambendo a alma... Mas parece que as coisas miúdas sempre fazem um regresso uterino e lactico.


Claudio Galeno me diz que tudo é medo... E em mim um autocontrole fascinante, talvez seja a estação que chorei pela primeira vez na vida... Ao nascer fui feito eu...

SãoVicente (Martim Afonso de Sousa), Santana, Santo Amaro e Itamaracá (Pêro Lopes de Sousa); Paraíba do Sul (Pêro Gois da Silveira),Espírito Santo (Vasco Fernandes Coutinho), Porto Seguro (Pêro de Campos Tourinho), Ilhéus (Jorge Figueiredo Correia), Bahia (Francisco Pereira Coutinho). Pernambuco (Duarte Coelho), Ceará (António Cardoso de Barros), Baía da Traição até o Amazonas (João de Barros, Aires da,Cunha e Fernando Álvares de Andrade).
O ruim dos sonhos é que eles sempre invadem a mente....De todos...




Como o luar pode continuar dourado encantando quem vê, desde quando constrange o sol que se faz luz a lua... sendo sua luz, fraca, mentirosa e medrosa na palidez apática da lua? Quem tocará na linha do horizonte e será engolido pelo mar ao ultimo dia depois do envelhecer... Por que se for medo, o próprio consome a vida e cria grades no fundo do abismo marinho salgado e denso, onde o soluço ao escuro se faz ouvir... Não sou dono do mar de tristeza alguma, faço lhe gracejos em ondas, apenas clareio no intimo da alma tudo aquilo que é trevico e a língua pouca pra articular...
O sol teria fases? Por que em dias nublados com sua imensidão e toda magnitude veemente de luz não se fez forte, onde o céu nem esperou pela noite negra como um lenço para enxugar as lagrimas... Escondeu entre nuvens e em pranto trovejou, enquanto a lua tomou lhe a frente e se fizeram eclipse... Fez-se as trevas durante o dia para que ninguém soubesse que o sol pode chorar...E a noite estrelas cadentes caem...E ainda assumo tudo dizendo que sou eu,quando na verdade sei mentir bem dizendo que falo verdade...


O dia que o sol se apagou...

A cruz e a química
Fim do conto de fadas... Fim da piada...
Com sua boca você blasfemou desnecessário a minha crença...
Estendi a mão quando os olhos pediam abraço...
Reclamou de meu cloreto de sódio, agua e ureia ,você mentiu... Procurou algo pra me punir sendo eu a seiva para agradar você...
Se venda pelo comodismo locomotivo, e pelo preço de qual entre seus rins se encontra notas de dinheiro...
O melhor que o amigo poderia fazer... No seu reino de Narciso foi encontrado dentre esses alguém que tinha um tesouro... Mas em reino de Narciso a lei é severa aos valores sempre desvalorizando...
Num devaneio tenha prole como acidente... Viva seu próprio acidente... Seja sua própria desgraça... Morra pela falta do amanhã...

#

(H2SO4) Se vá como um dente de leão soprado ao vento prisioneiro na própria liberdade, onde o medo causa beribéri... A falta de vitaminas B1 seja uma questão patológica crônica (para todos os músculos do corpo), já que a única coisa que sem tem aos músculos é a explosão da ADP e ATP que se faz correr, em vez de suor, lagrimas, vá e não volte... Enquanto me entorpeço na divina estupidez que me fez em fé, pulando diretamente no fogo, e deixando todas e quaisquer lembranças pra trás por que palavras nunca serão mais do que palavras, enquanto a ave dilacera o fígado... É o que faz as mitocôndrias... Pena que as células morrem e eu não tenho nenhum sentimento por jujubas... Nunca fui ao funeral das células...
Sem mais (H3PO4),não existe mais cultura, as estações estão condenadas...
Se fosse fazer julgamento em sua alma, a culpa das lagrimas suas seriam (HNO3)
Talvez eu trate as pessoas de forma errada (HCl)
Talvez meu tempero cause lhe medo e choro (CH3COOH)
Se nega a sabores e o proveito disso, como uma criança que se embriaga no sabor de (H2CO3)

Se vá como o 15 no Tarô, porque eu sou o “TAU” grego.
Tudo é tão lindo e belo como CASU MARZU!!!

APROVEITE O SABOR...Daquilo que possui.... coma, reze e ame...
Espero que compreenda... Que Hades e Perséfone aprisione Eros... Morpheus e Homero desencarnem de mim e Prometeu também...
Ateniense do jeito que sou, parece que sim eu nasci do cérebro, um prazer para Métis, mas não me glorifico do que ela possuía e sendo eu pobre virginiano... Herdeiro...
A minha ironia e sarcasmo, não impede que eu seja sátiro no ventre de onde nasci sem nenhum tipo de respeito pelo progenitor... Ah, Esparta até quando essa peleja????

Fídias ( não por mim,mas por Gandhi e Budá,captem a mensagem uterinamente falando)
=p


 
Maleato De Dexclorfeniramina
 meu super herói, salvador da minha dopamina e serotonina... Distímico desde quando sempre acordei, faço sexo com a ironia e sacarmos todos os dias, e sou estéril... Minha consciencia me ama, mas quero divorcio...

...matei Jesus, como um bom judeu... Sou feliz e bem humorado... O holocausto é salvação ao caminho do paraíso...
Fim do conto de fadas... Fim da piada...
Com sua boca você blasfemou desnecessário a minha crença...
Estendi a mão quando os seus olhos pediam abraço...
Reclamou de meu cloreto de sódio, agua e ureia, você mentiu... Procurou algo pra me punir sendo eu a seiva para agradar você...
Se venda pelo comodismo automotivo, e pelo preço de qual entre seus rins se deposita notas de dinheiro...
O melhor que o amigo poderia fazer... No seu reino de Narciso foi encontrado dentre esses alguém que tinha um tesouro... Mas em reino de Narciso a lei é severa aos valores sempre desvalorizando...
Num devaneio tenha prole como acidente... Viva seu próprio acidente... Seja sua própria desgraça... Morra pela falta do amanhã...Lance se a sorte...Depois do acido a corrosão...
O melhor inimigo e assassino sou aquele que você puniu, na sua honrosa sentença ,mesmo assim eu não tive culpa, peça uma revisão histórica e ponha Jesus na cruz...
Agraciado pelo sarcasmo e ironias sou eu, sátiro grego eu, com uma moral descomunal as filhas de Afrodite, pelo menos respeitei entre os seus rins...
Deseje a alma é sua e barata e o esteio se fez em cupins...E  no circo sempre vejo a equilibrista, e apalteia que teme a queda...cansei de do espetáculo...O ultimo punhado de terra cobriu a historia...

(H2SO4) e não (H3PO4)    “Ainda que eu falasse a língua dos homens e dos anjos, sem amor eu nada seria”... seria como o metal que soa ou como o sino que tine.[1 coríntios 13]